NOTÍCIAS - HLERA
Orkut

SOCIAL
 

AUTOMÓVEIS - Produção de veículos tem queda de 6% na soma de janeiro a novembro

A queda das exportações e o baixo volume produzido nos primeiros meses do ano devido ao receio à crise financeira mundial fez com que o balanço de produção no acumulado de janeiro a novembro fechasse em queda de 6%, com 2.930.900 veículos fabricados (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus). No mesmo período do ano passado, o volume produzido foi de 3.118.928 unidades. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (4) pela Anfavea ( Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).

"Dezembro foi muito fraco em 2008, mas deve ter um bom desempenho em 2009 e isso vai fazer com que o resultado se recupere", afirma o presidente da Anfavea, Jackson Schneider, que acredita que a produção fechará em mais de 3,2 milhões de unidades.

Como em novembro de 2008 a indústria enfrentava a retração das vendas de veículos no país, na comparação entre os meses de novembro, a produção neste ano está em patamar 48% maior, com 292.088 unidades. Em relação a outubro de 2009, o mês de novembro registrou retração de 8%, já que no mês anterior saíram das linhas de montagem 317.439 unidades.

O que justifica tal comportamento da produção em um período em recorde de vendas de veículos no país é que as linhas de montagem aceleraram em outubro para aumentar os estoques e acompanhar a recuperação do segmento de caminhões e das exportações, observada no período. "Tiveram feriados regionais em todas as cidades com fábricas importantes e isso impactou na produção", disse.

O segmento de automóveis e comerciais leves somou em novembro a produção de 275.218 unidades, resultado 8,6% menor em relação a outubro, quando foram fabricadas 300.953 unidades. Caminhões registraram alta de 7,2%, na comparação com o mês anterior. Ao todo, foram para os pátios das fábricas 13.917 unidades. No segmento de ônibus, o caminho foi inverso: houve queda de 15,7%, com 2.953 unidades produzidas.

De acordo com o presidente da Anfavea a recuperação do mercado de caminhões ainda não foi suficiente para recuperar a queda do primeiro semestre. Os estoques em novembro atingiram o patamar de 253.828 unidades em novembro, entre concessionárias e indústrias. Isso corresponde a 22 dias de vendas.
Exportações


Ainda considerado ponto fraco do setor automobilístico, as exportações mantiveram a tendência de alta observada em outubro, com aumento de 3,5% em novembro em relação a outubro, de 48.546 unidades para 50.230 unidades. O resultado ainda é puxado pela venda externa de automóveis e comerciais leves, que registram alta de 3,3%, de 46.237 unidades exportadas em outubro para 47.771 unidades em novembro. Ainda mais forte, o segmento de caminhões cresceu 29,5% nas exportações, de 1.113 unidades vendidas no exterior em outubro para 1.441 unidades em novembro. No acumulado as vendas para fora do país somam 422.998 veículos, volume 38,8% menor ao observado entre janeiro e novembro de 2008.

Em valores, o volume exportado representa a comercialização de US$ 857,147 milhões ao considerar também a exportação de máquinas agrícolas. Como em outubro foram vendidos ao mercado externo US$ 861,944 milhões, o volume de nivembro representa leve queda de 0,6%. Na soma de janeiro a novembro o montante chega a US$ 7,31 bilhões, queda de 44,1% sobre igual período de 2008. De janeiro a novembro de 2008, haviam sido exportados US$ 13,07 bilhões. A queda só não foi pior porque as montadoras reajustaram preços para compensar a redução do volume (em unidades) exportado.

"As exportações em 2010 serão melhores do que em 2009, mas não recuperaremos aquilo que já perdemos", afirma Schneider.

Licenciamentos


A manutenção da disponibilidade de crédito e o desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre o preço dos veículos continuam a surtir efeito positivo no mercado brasileiro de veículos. O país registrou o melhor novembro em vendas, com 251.698 unidades emplacadas. Na comparação com novembro de 2008 – período da crise —, a expansão é de 41,5%. Em relação a outubro houve queda de 14,5%, no entanto, as montadoras afirmam que setembro e outubro foram meses com forte volume de vendas, o que seria muito difícil de ser acompanhado nos meses seguintes.

No acumulado de janeiro a novembro o volume comercializado também é recorde, de 2.848.214 emplacamentos de veículos. O desempenho é 8,5% maior em relação ao mesmo período de 2008, ou seja, já superou todo o volume produzido no ano passado de janeiro a dezembro.

"Pelo quarto mês consecutivo a inadimplência cai e a tendência é que isso continue. Isso é muito importante para a garantia de crédito na venda de veículos para o próximo ano", observa.

Fonte: Globo
Data: 05/12/2009
Visitas: 7345
Permalink: Produção de veículos tem queda de 6% na soma de janeiro a novembro


AUTOMÓVEIS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 
BUSCA GOOGLE
Google


LOGIN




 
HLERA | Gaspar | Flog | Baladas | Agenda | Mensagens | Recados para Orkut | Web Developer | Orkut

Notícias de Automóveis: Produção de veículos tem queda de 6% na soma de janeiro a novembro .
HLERA.COM.BR ® 2002-2020 - Política de Privacidade
 
Web Designer