NOTÍCIAS - HLERA
Orkut

SOCIAL
 

ECONOMIA - Brasil saiu mais forte da crise, mas não é hora de 'baixar a guarda', diz Meirelles

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, avaliou nesta sexta-feira (11) que o resultado do crescimento do PIB é uma "excelente notícia" para o povo brasileiro e evidencia que o país saiu não só da recessão, mas também da crise financeira internacional - que se agravou em setembro do ano passado.

"Os resultados do crescimento do PIB divulgados pelo IBGE para o segundo trimestre de 2009 são, sem sombra de dúvidas, uma excelente notícias para o povo brasileiro. Isso evidencia que o Brasil já saiu da recessão. O Brasil saiu da crise antes e com um crescimento mais forte do que a maioria dos países. Dados preliminares indicam que o Brasil é um dos líderes, talvez o líder, em crescimento na saída da recessão", disse ele a jornalistas. Acrescentou que o país já está em "trajetória sustentável de crescimento".
Resultado do PIB

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou nesta sexta-feira (11) que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro registrou crescimento de 1,9% no segundo trimestre deste ano, na comparação com os três primeiros meses de 2009, e, com isso, o país deixou a chamada "recessão técnica" - que se caracteriza por dois trimestres seguidos de retração.

No Brasil, o PIB se contraiu no quarto trimestre de 2008, quando ficou negativo em 3,6%, e no primeiro trimestre deste ano, quando a retração foi de 0,8%. Entretanto, na comparação com o segundo trimestre do ano passado (quando a crise financeira ainda não havia afetado a economia brasileira), o PIB ainda teve quedade 1,2%. No primeiro semestre deste ano, o recuo foi de 1,5%.
Previsão do BC

Até o momento, a previsão do Banco Central, feita em junho deste ano, por meio do relatório de inflação, é de que o PIB cresça 0,8% em 2009. Entretanto, a estimativa poderá ser revisada no fim de setembro, quando será divulgado um novo relatório de inflação pelo BC. "É possível e provável crescermos. Aliás, é a previsão do Banco Central. Vamos revisar isso. Estamos estudando [a estimativa] à luz de todos os dados. A previsão vai ser colocada na época certa [fim de setembro]", disse Meirelles nesta sexta-feira.
Sem 'baixar a guarda'

O presidente do BC disse ainda que situação das contas públicas brasileiras é mais confortável do que outros países, e avaliou que o nível de investimento recuou durante a crise, mas acrescentou que isso é "normal". "Mas as perspectivas são positivas [para os investimentos] à frente. É o momento de mantermos a linha e continuarmos trabalhando. Não é a hora de baixarmos a guarda", disse Meirelles a jornalistas.

Ele lembrou das ações tomadas pelo governo, e também pela autoridade monetária para conter os efeitos da crise na economia brasileira. Entre elas, a liberação de R$ 100 bilhões em depósitos compulsórios para combater a escassez de crédito, além da oferta de empréstimos em dólar para alguns setores da economia, como os exportadores.

"Isso [resultado do PIB] mostra que as medidas tomadas pelo governo brasileiro para enfrentar a crise, pelo BC também, foram adequadas, tomadas na medida certa e na hora certa. Isso é reconhecido pelo mundo todo. O Brasil é considerado um caso modelo", disse ele, acrescentando que é preciso, agora, manter o equilíbrio macroeconômico. Para isso, defendeu a política de acumulação de divisas, que levou as reservas acima de US$ 220 bilhões, assim como o controle da inflação nos próximos anos - que favorecerá o aporte de investimentos.


Fonte: Globo
Data: 11/09/2009
Visitas: 3750
Permalink: Brasil saiu mais forte da crise, mas não é hora de 'baixar a guarda', diz Meirelles


ECONOMIA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 
BUSCA GOOGLE
Google


LOGIN




 
HLERA | Gaspar | Flog | Baladas | Agenda | Mensagens | Recados para Orkut | Web Developer | Orkut

Notícias de Economia: Brasil saiu mais forte da crise, mas não é hora de 'baixar a guarda', diz Meirelles .
HLERA.COM.BR ® 2002-2018 - Política de Privacidade
 
Web Designer